Gigante parede verde

A reinauguração do Museu de Arte Moderna de São Francisco (SFMOMA), nos Estados Unidos, abriu novos ambientes e quase triplicou o espaço da sua galeria principal, em um projeto de transformação cuja execução durou cerca de três anos. Porém o museu, agora renovado, ganhou um novo detalhe que promete roubar a cena das 19 exposições inaugurais: a SFMOMA Living Wall.

 

Parte obra-de- arte, parte paisagem, a gigantesca parede verde tem cerca de 10 metros de altura por 46 de comprimento, a maior dos Estados Unidos composta única e exclusivamente por plantas nativas da região. O projeto foi desenvolvido por um escritório local e faz parte da nova política eco-friendly da administração do Museu, em uma tentativa de seguir a tendência mundial.

foto2

 

No total, são mais de 20 mil mudas de plantas de 37 espécies diferentes, todas nativas da região da Califórnia e da Baía de São Francisco. David Brenner, arquiteto responsável pelo projeto, disse que a ideia central da parede verde do SFMOMA é proporcionar uma nova experiência aos visitantes do museu, e aproveitar a parede como se fosse uma extensão da floresta nativa. Incrível sim ou com certeza?

Fonte: Inhabitat

Fotos: Henrik Kam, SFMOMA